quinta-feira, 05 agosto 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Justiça absolve músico que foi preso por engano no Rio por assalto à mão armada

Parentes e amigos fizeram campanha para provar a inocência de violoncelista

10/06/2021 14:58:46

A Justiça do Rio de Janeiro absolveu o violoncelista Luiz Carlos Justino, de 24 anos, preso em setembro do ano passado por um assalto à mão armada que nunca cometeu, em 2017. “Só quero chegar em casa e respirar. Não estou nem acreditando que acabou esse pesadelo na minha vida”, disse o músico diante da sentença, proferida ontem (9).

Morador da comunidade da Grota, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, o jovem foi apontado pela vítima, que viu a foto dele no álbum de suspeitos de uma delegacia da capital. Sem nenhuma outra prova, o violoncelista, que não tinha nenhuma passagem pela polícia, ficou cinco dias preso.

Familiares e amigos começaram então uma campanha para provar que Luiz era inocente. “O juiz se convenceu no sentido de que a prova da autoria dele era absolutamente fraca e inexistente. (...) E ele foi absolvido sumariamente”, explicou a advogada de defesa de Luiz, Maria Clara Mendonça.

O crime pelo qual Luiz Carlos foi acusado aconteceu na manhã de 5 de novembro de 2017, um domingo. No entanto, parentes e pessoas que trabalhavam com o músico argumentam que, na época, ele tinha contrato fixo com uma padaria, onde tocava violoncelo – e as apresentações aconteciam sempre aos domingos pela manhã.

Segundo o processo, o crime aconteceu na Vila Progresso, que fica a sete quilômetros da padaria onde, segundo as testemunhas, o músico se apresentava. A reportagem é do G1. (Foto: Reprodução / TV Globo)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:30 Esporte