sábado, 25 junho 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Padre encerra casamento no Ceará por cães levarem alianças

Noivos são voluntários da causa animal

20/05/2022 12:02:45

Um caso inusitado em uma cerimônia de casamento, ocorrido no último sábado (14), mas que só ganhou repercussão agora, está causando polêmica na cidade de Nova Olinda, no interior do Ceará: um padre se recusou a dar a bênção final aos noivos porque as alianças foram levadas até o altar por dois cães adotados pelo casal.

A cerimônia de casamento era conduzida pelo padre César Retrão, que teria se aborrecido com a presença dos animais. “Isso é o cúmulo, dois animais entrando na igreja com as alianças. É inadmissível”, teria dito o religioso.

Apesar da atitude do sacerdote, os jovens Brenda Jamili, de 18 anos, e Eliwelton Silva, de 24, garantem que tiveram autorização da paróquia para levar os animais. Segundo o noivo, a entrada dos cães havia sido combinada no dia anterior ao da cerimônia. Eles pagaram R$ 310 como taxa de matrimônio. “Apenas assinamos o livro e ele deu as costas. Nos sentimos envergonhados, fracos, não tivemos ação nem de reagir na hora”, disse Brenda ao portal UOL.

Nas redes sociais, ela fez um desabafo. “Eu e Eliwelton somos católicos, cremos que nosso casamento precisa da benção de Deus e precisamos do homem para isso. Enfim, não tivemos essa benção pelo fato de o padre achar um cúmulo dois cachorros entrarem com as alianças. Não fomos declarados marido e mulher porque é um absurdo dois cachorros entrarem com as alianças, não teve o ‘agora os noivos podem se beijar’ porque dois cachorros levaram as alianças”, lamentou.

Os noivos são voluntários do Instituto Lilica, uma Organização Não Governamental (ONG) que resgata animais de rua para adoção. Os vira-latas Pipoca (que é cega) e Scooby (que só anda com três patas) foram vítimas de maus-tratos, adotados por Brenda e Eliwelton e escolhidos para fazer parte da cerimônia. Os dois entraram na igreja guiados por familiares.

Com a repercussão do caso, o instituto emitiu nota afirmando que não compactua com os ataques direcionados ao padre, que “já ajudou a presente entidade por diversas vezes e de várias formas”. O padfre ainda não se pronunciou a respeito. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

12:31 Estado