quinta-feira, 05 agosto 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Polícia de Goiás caça bandido há 6 dias

Homem de 32 anos matou família em Ceilândia

15/06/2021 19:32:20

Há seis dias, um bandido de 32 anos, identificado como Lázaro Barbosa, desafia a polícia de Goiás, no Centro-Oeste do país. Ele está sendo caçado por uma força-tarefa composta por mais de 200 homens, mas, até o momento desta publicação, continuava foragido. Com passagens pela polícia desde 2018 por homicídios e apontado como autor de diversos outros crimes, incluindo estupros, o criminoso é perseguido desde o último dia 9, quando matou uma família numa chácara em Ceilândia: o empresário Cláudio Vidal, de 48 anos; seus filhos Gustavo, de 21 ano, e Carlos Eduardo, de 15 anos, e sua mulher, Cleonice, de 43 anos, que foi levada como refém e teve o corpo encontrado em uma mata próxima à casa da família, no último sábado (12).

Hoje, na caçada ao bandido, dois policiais foram baleados de raspão, mas a polícia não confirmou se os tiros contra ele foram disparados por Lázaro. Os nomes dos policiais não foram divulgados.

O bandido está sendo procurado no entorno do Distrito Federal. Depois de matar a família em Ceilândia, ele invadiu outras chácaras, atirou em quatro pessoas (duas estão em estado grave), furtou e abandonou um carro numa rodovia federal.

Segundo a polícia, após a chacina em Ceilândia, o bandido roubou um carro na sexta-feira (11), e fugiu para Cocalzinho de Goiás. Depois ateou fogo no carro. No dia seguinte, ele invadiu uma fazenda, atirou em quatro pessoas e colocou fogo em uma casa. Ontem (14), ele foi filmado por câmeras de segurança dormindo no galpão de uma chácara. Na propriedade, exigiu comida, mas fugiu. Hoje (15), a moradora de uma fazenda filmou os policiais durante buscas em sua propriedade. Segundo as imagens, Lázaro passou pela fazenda durante a fuga.

A força-tarefa montada por policiais de Goiás e do Distrito Federal (DF) procura o suspeito também ás margens de rios e em matas. O porta-voz da polícia do DF, Michello Bueno, disse que o criminoso conhece bem a região e por isso, se esconde com facilidade. ““Ele foi criado nessa região. Além disso, é um caçador. Ele se esconde, dorme em cima das árvores. Não é um bandido comum”, disse o porta-voz.

CRIMES EM SÉRIE - Lázaro foi preso pela primeira vez em março de 2018 em Águas Lindas de Goiás. Contra ele havia três mandados por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo, roubo e estupro. Porém, em julho, ele fugiu da prisão.

Condenado por um homicídio na Bahia, ele também enfrenta acusações de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo no Distrito Federal e em Goiás. Em abril do ano passado, ele foi indiciado pelos crimes de roubo mediante restrição da liberdade das vítimas e emprego de arma branca e por tentativa de latrocínio. Ele invadiu uma chácara em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, e golpeou um idoso com um machado.

Ele é suspeito de invadir, em abril deste ano, uma casa no Sol Nascente (DF), quando trancou pai e filho no quarto e levou a mulher para o matagal, onde a estuprou. No mês passado, segundo a polícia, fez uma família refém na mesma região, ameaçando as vítimas com faca e arma de fogo. Nesse crime, ele mandou as pessoas ficarem nuas e, das 19h até 24 horas, prendeu os homens no quarto e as mulheres ficaram servindo jantar para ele.

No último dia 9, matou a família em Ceilândia. Desde então, a caçada teve início. (foto: Reprodução / TV Anhanguera)

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:34 Polícia